| Home Page | Piercing Perfuração | Piercing Perfuração 2 | Piercing FAQ |
| Tattoo Dicas | Tattoo FAQ 1 | Tattoo FAQ 2 | Tattoo FAQ 3 | Tattoo Historia |
|
Henna |
Significados de Tatuagens | Tatuagem Japonesa | Cuidado Pós-Tatuagem |

Cuidados pós-tatuagem

Filme plástico
Muitos tatuadores recomendam o recobrimento do local da tatuagem recém-feita com plástico de embalar alimentos, por pelo menos três dias. No entanto, nem todos os tatuadores compartilham da mesma opinião, pois alega-se que a pele recoberta por plástico, com resíduos de pele e líquidos (linfa, sangue, tinta, suor) podem gerar uma ambiente propício para a formação de colônias de bactérias. Alguns recomendam manter por no mínimo cinco horas, tempo suficiente para cicatrização inicial, e depois retirar só recolocando à noite para não grudar no lençol, no primeiro e talvez no segundo dia. A recomendação de uso do plástico também está associada ao contato da tatuagem recente com tecidos: a cicatrização que pode ocorrer logo após o processo ou à noite, com vazamento de linfa e consequente aderência do lençol ou roupa ao desenho, gera o risco de remoção da camada (epiderme e derme ) superficial onde estão alojadas as tintas. A consequência pode ser um grave esburacamento no desenho, que torna-se irretocável se o desenho for sombreado (ficará com algumas marcas).


Lavagem
Deve-se lavar a região com sabonete neutro durante o banho, após algumas horas, para manter o local limpo, já que a pomada também sairá na lavagem. Além disso, os resíduos podem criar uma superfície de risco por falta de assepsia.


Água
A água é um elemento importante para no processo químico de cicatrização, fazendo parte da cadeia de fixação do colágeno. A pele muito seca pode perder mais células ou demorar mais para cicatrizar. Por outro lado, o excesso de água também prejudica, ao amolecer a casquinha. Por isso, é muito importante não deixar a tatuagem exposta ao sol, não ir à praia, piscinas, saunas, nem tomar banhos longos, e não esfregar com buchas abrasivas ou sabonetes fortes.


Pomada
Uma nova camada de pomada deve ser aplicada logo em seguida, bem fina, até completa cicatrização da tatuagem, que pode levar de uma semana a 60 dias.[5]. Em média três vezes por dia é o ideal. Algumas pessoas podem ter alergia à pomada combinada com algumas tintas, ou com perfuração excessiva da pele. Nesses casos, a pele pode formar bolhas e descolar o desenho. Recomenda-se nesses casos, muito cuidado para não arrancar o pedaço, e a suspensão imediata do uso da pomada para cicatrização a seco, também muito eficiente. A única diferença é que a pomada melhora um pouco a fixação do pigmento. As pomadas costumam conter dexpantenol, um ácido que ajuda a formação do tecido sem excessiva troca de células.


Casquinha
Não puxe a casquinha! É o conselho de todo tatuador. Para algumas pessoas, uma tarefa fácil. Para outras, nem tanto: é um ritual viciante e somado à curiosidade, puxar as casquinhas para que "cicatrize logo" pode abrir buracos nos desenhos, mesmo quando a casquinha parece fina e superficial. Além disso, uma coceira frequente devido à retração da pele provoca o desejo de se encravar as unhas no local. Via de regra, jamais arranque a casquinha!


Alimentação
Deve-se tomar um certo cuidado com a alimentação nos períodos de cicatrização do trabalho, pois em algumas pessoas a pele pode adquirir um comportamento mais reativo e sofrer alergias, que podem comprometer o trabalho. Apesar de raro, é uma possibilidade. Costuma-se recomendar a suspensão de alimentos:

muito gordurosos
frutos do mar
comida japonesa
pimentas

 


Elementos que determinam o resultado da tatuagem:
Ajuste da maquininha:
para contorno, a agulha deve penetrar aproximadamente, em torno de 1,7mm na pele. Para preenchimento também, mas eventualmente um pouco mais: 2,5mm.
Estas medidas são aproximadas, e dependem do tatuador, do tipo de ponta e do tipo de traço pretendido.
Frequência de vibração e força da maquininha: máquinas fracas nem sempre conseguem introduzir a agulha na pele, conforme o local. Já a frequência, se for muito alta pode "rasgar" a pele ao invés de marcar o traço, e depois perde-se tinta na cicatrização.
Qualidade das tintas: algumas tintas podem gerar alergia, dependendo do tipo de pele. Não há uma regra, mas há predominância do vermelho, por exemplo, entre os pigmentos que geram alergia.
Mas todos podem gerar, dependendo da pessoa.
Além disso, há no mercado muitas tintas para iniciantes, que são mais "lavadas".
O pigmento mais inócuo é o preto, por se feito (nomalmente) à base de carvão de origem animal ou vegetal, e portanto, quimicamente muito estável.
Tipo de pele e o local do corpo. Algumas pessoas incorporam mais a tinta, e outras eliminam quase toda a tinta.
Procedimento: como foi executado o desenho.
Padrões de soldagem, textura e espessura das agulhas
Cor da pele: Mesmo em peles de tons médios, a tatuagem inicialmente fica bem colorida, mas depois o pigmento natural da pele (melanina), que é produzido acima da camada onde se aloja a tinta, cobre o desenho, escurecento-o. Assim, este é outro motivo para evitar o sol.
Profissional: na verdade, ele é o responsável pela maior parte dos itens listados acima.
Deve-se seguir à risca as recomendações do profissional que aplicou a tatuagem, pois a maior parte dos incidentes desagradáveis ocorrem durante o processo de cicatrização.